Contactos

Rocha Santos Consultoria em IMÓVEIS

  • Pessoa de contato: Márcio Rocha creci 116762
  • Telefone: +55 (011) 2509-72-88
  • +55 (011) 98325-18-20
  • Endereço postal: Rua do Bosque,1589, São Paulo, São Paulo, Brasil

Horário de funcionamento

Renovações do site

História da Mooca

18/07/12 05:26

Segundo os historiadores, a região onde se encontra o bairro da Mooca foi provavelmente o local de maior concentração de índios de São Paulo e até do Brasil. Acredita-se que a palavra tupi mooca tenha surgido no século 16, quando os primeiros habitantes brancos começaram a construir suas casas. Os índios, curiosos com a novidade exclamavam "moo oca!" (moo = faz, oca = casa). Outros pesquisadores afirmam que "moo oka" significa "ares secos", "enxutos".


As primeiras referências à região datam de 1605, quando da existência do Arraial de Nicolau Barreto, uma enorme extensão de terras abandonadas. Em 1839, o Senador Feijó construiu ali uma chácara, mas somente em 1867, quando ele doou essas terras para a Régia Câmara Municipal de São Paulo, a região começou a se desenvolver. Em 1869 já se podia observar o aparecimento de uma grande quantidade de pequenas casas, oficinas e pequenas fabricas.


O grande passo para o desenvolvimento e a urbanização do povoado ocorreu com a construção da Estação Ferroviária da Mooca, projetada desde 1867 para fugir dos prejuízos causados pelas enchentes do rio Tamanduateí. Em 1875, a família de Raphael Aguiar Paes de Barros, possuidora de muitas terras, criou o Clube Paulista de Corridas. O avanço social e econômico gerado por essas construções atraiu muita gente para o bairro, principalmente imigrantes italianos e espanhóis em busca de empregos. Na década de 1880 e 1890 começaram a surgir diversas e importantes fábricas, posicionando a Mooca como pioneira nas indústrias têxteis e de calçados.


A Mooca é hoje o maior centro industrial do município de São Paulo sendo representada por um cenário comercial intenso.
O bairro da Mooca possui duas bibliotecas municipais, a Biblioteca Paulo Sérgio Duarte Milliet e a Biblioteca Affonso Taunay.

fonte: Prefeitura SP